Operação humanitária resgata 2 mil cristãos no Sudão

Pr. Alberto Costa

Pr. Alberto Costa

A organização humanitária Barnabas Aid resgatou cerca de 2000 pessoas na cidade do Sudão Cartum para Juba, no Sudão do Sul, em meio a um conflito militar na região da fronteira. O plano foi classificado como um esforço humanitário para o resgate dos cristãos, a maioria mulheres e crianças, que estão presos no país majoritariamente muçulmano.

Os cristãos se encontram empobrecidos e vulneráveis no norte. O presidente Omar al-Bashir já declarou que eles não são bem-vindos no Sudão e tem reiterado, de acordo com a WND, sua intenção de fazer a Constituição do Sudão 100 % islâmica.

“Ele faz os cristãos que vivem nessas regiões no norte ficarem em uma situação muito vulnerável”, disse o diretor de relações internacionais Julian Dobbs.

O projeto de resgate quer alcançar aqueles que não foram capazes de fugir do norte islâmico.

Segundo Dobbs, há grande conflito ao longo da fronteira e o resgate dos cristãos se faz necessário. “Estamos conscientes do desafios que vem do norte”, revelou, segundo a WND.

A separação entre Sudão e Sudão do Sul foi feita para a resolução de problemas entre cristãos e diferente etnias e tribos entre os territórios ao sul e ao norte. No norte os muçulmanos hostilizam os cristãos e tentam expulsá-los de seu território.

A organização possui recursos suficientes para ajudar os refugiados quando chegarem ao Sudão do Sul. Mas ainda assim solicitam que os cristãos de todo o mundo apóiem a iniciativa.

Fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/operacao-humanitaria-resgata-2-mil-cristaos-sudao-42976.html